Área do Cliente

Pesquisas feitas pelo smartphone superam acessos do desktop

Obrigações Tributárias

  • 26/Fevereiro/2020
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.

Indicadores Econômicos

Moedas - 21/02/2020 16:08:41
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Dólar Comercial
  • 4,392
  • 4,393
  • Dólar Paralelo
  • 4,330
  • 4,600
  • Dólar Turismo
  • 4,220
  • 4,570
  • Euro
  • 4,741
  • 4,744
  • Iene
  • 0,039
  • 0,039
  • Franco
  • 4,469
  • 4,472
  • Libra
  • 5,669
  • 5,673
  • Ouro
  • 228,110
  •  
Mensal - 03/12/2019
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • -0,05
  • 0,04
  • Ipc/Fipe
  • -
  • 0,16
  • Ipc/Fgv
  • -
  • -0,09
  • Igp-m/Fgv
  • -0,01
  • 0,68
  • Igp-di/Fgv
  • 0,50
  • 0,55
  • Selic
  • 0,46
  • 0,48
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,59
  • 0,59
  • TR
  • -
  • -

Hoje em dia, poucas são as pessoas que se declaram “livres da internet” ou da obsessão por ter um aparelho conectado à rede. Quem tem o posicionamento contrário, porém, não vive sem acessar frequentemente o Google para fazer uma pesquisa.
Com o crescente uso de smartphones para fazer tarefas que antes eram exclusivas ao computador, o número de pesquisas vindas dos telefones celulares teve um aumento visível.
Segundo dados divulgados pela empresa de inteligência SEMrush, no Brasil, mais de 50% de todo o tráfego no site de buscas são feitos através do smartphone e, ao todo, apontam um crescimento de 9,5%. Em média, o tamanho do público conectado aumenta entre 5% e 7% ao ano nos países analisados.         
Apesar de as pesquisas feitas através do uso de desktop estarem em seguida no ranking, elas já perdem seu posto para as que são realidas por meio de smartphones. Os acessos por tablet continuam tendo menor peso, chegando a apenas 2%.
Entre os países analisados, a Índia lidera as pesquisas por meio de smartphones, com 66% das buscas contra os 32% das realizadas através do computador. A lista é seguida por Estados Unidos (58%), Brasil, Itália (50%) e Espanha (47%).

Alemanha (47%), Austrália (47%) e França (54%) seguem tendo o desktop como meio principal das pesquisas feitas no Google. Os dados foram baseados na análise de 10 mil palavras-chave de cada país.
Esses dados podem ser de grande importância na hora de trabalhar com palavras-chave em um site ou até mesmo ao fazer o SEO de uma página.
Isso deve ser levado em consideração já que os sites que ainda não estão seguindo essa tendência podem ter dificuldade em alcançar os concorrentes mais presentes nos resultados de pesquisa.

fonte: tecmundo.com

Matriz
Rua São João, 22, Parte C - Centro
Boituva/SP - CEP: 18.550-000
(15) 3263-1798
Filial
Rua Professor Antonio Olegario Cardoso Filho, 147, Sala 04 - Jd. Professor Benoa
Santana de Parnaiba/SP - CEP: 06.502-045
(15) 3263-1798
padianiauditores@padianiauditores.com.br


Site desenvolvido pela TBrWeb

Este site atende aos padrões exigidos pela W3C
(Validar XHTML / Validar CSS)